quinta-feira, Agosto 26, 2010

Tarte de salmão e legumes

Estas tartes são óptimas. Podem fazê-las para ir comendo ao longo de dois ou três dias naquelas alturas em que não podem perder mais de 5 minutos a almoçar. Prefiro-as às quiches, para dizer a verdade. Têm os sabores mais distintos. Acompanham-se com salada, basmati, ou com ambos. São óptimas, também, para lanches, brunches e outros que tais. Há várias combinações infalíveis. Esta é tem uma mistura de sabores perfeita.
Para esta receita fiz massa quebrada. Obviamente, podem comprá-la já feita ou trocá-la por massa folhada. A minha massa seguiu a receita da bimby: 300g de farinha sem fermento; 70g de água; 130g de manteiga; uma colher de café de sal; outra de açúcar. O recheio levou 1 alho francês; 2 lombos de salmão; 1 curgete, 2 mãos cheias de folhas de espinafres. Azeite, molho de soja, óleo de sésamo e pimenta. O recheio faz-se da forma mais simples possível. Os ingredientes entram por esta ordem. O alho francês refoga um pouco, até ficar mole, antes de se lhe juntar o salmão. Rega-se nesta altura a gosto com molho de soja. Depois de o salmão estar um minuto a cozinhar junta-se a curgete em quartos de rodela (deixem os pedaços grandes). Os espinafres vão apenas amolecer, no fim. Corrige-se o tempero com pimenta e óleo de sésamo. Deixem tudo mal cozinhado, porque a tarte vai ao forno durante meia hora. Antes de colocar o recheio, retirem o excesso de molho que se tiver formado; se não o fizerem, vai ser o caos! Pincela-se a massa no topo com gema de ovo; se houver sementes de sésamo, polvilha-se. Meia hora a 230º e já está.

1 comentário:

chopp disse...

Deve ficar maravilhoso!